quinta-feira, 2 de fevereiro de 2017

Festival de palhaços - Fuerteventura

3.
O dia em que nasci meu pai cantava
versos que inventam os pastores do monte
com palavras de lã fiada fina
cordeiro lírio neve tojo fonte
esta é uma velha história de família
para dizer como ele e eu chegámos
à raiz mais profunda do afecto
da qual nunca jamais nos separámos
nem Deus feito menino teve um pai
que o abraçasse e lhe cantasse assim
desde a primeira hora até ao fim
fui vê-lo ao hospital quando morria
olhos parados num sorriso leve
tojo cordeiro lírio fonte neve
Lisboa
28-XII-93
Fernando Assis Pacheco
em "Respiração Assistida".
Edição póstuma organizada por Abel Barros Baptista em 2003.

Sem comentários:

Enviar um comentário