sexta-feira, 2 de dezembro de 2016

Querida B.

Hoje a avo contou-me que quando chegaste ao hospital e viste a tua mamã, choraste.
E que depois quando vieste embora sem ela, antes de entrares no carro olhaste de forma parada para as janelas altas do edificio e ficaste com os olhos cheios de tristeza.
Agora a noite quis falar contigo mas soube que chegaste a casa e apoiaste a cabecinha na almofada e dormiste assim vestida.
Dói muito nao poder dar-te o meu colinho inteiro hoje; feito bala no peito.

Sem comentários:

Enviar um comentário