quarta-feira, 16 de novembro de 2016

Hoje levantei cedo para ir ao mercado do Bolhão.
Realmente aquilo esta muito degradado, recuperar a magia daquele lugar faz parte de manter a identidade desta cidade intacta.
A idade de algumas pessoas que ainda la trabalham, a forma como se vestem (meias grossas ate ao joelho, xailes de lã), a forma humilde e limpa como conversam connosco, o cheiro da fruta (aos anos que nao via maçã com bicho!), a desinibição de quem vende galinhas ou esta a cortar o peixe, a beleza das azeitonas, a folha de louro que se oferece. (...)
Antes dos pais chegarem volto la para comprar produtos da terra.

Sem comentários:

Enviar um comentário