segunda-feira, 28 de novembro de 2016

Ate o tempo ajudou

Foi belíssima a recepção aos Reis de Espanha.
De resto eu sou mesmo uma pinga-amor que jamais se ira converter. Ele será sempre, alem de um homem realmente bonito, o Principe que foi buscar a plebeia e contra tudo e contra todos - lembrem-se que ela era alem de divorciada, jornalista - fez dela sua esposa e hoje, Rainha. O amor que nasce na adversidade ja vem do tempo de Jesus cristo e Maria Madalena, mas sao tão poucas as historias de Valentia, que a mim me comovem sempre.
A Rainha estava - como sempre - elegantemente vestida. O Rei brilha por si mesmo, deve ser de longe o mais bonito da Europa.
Importante foi a forma tremenda como os portugueses os receberam, foi a escolha da nossa cidade para esta recepção nobre, sao as relações diplomáticas e económicas que unem os dois países, fortalecidas com este acto.
Os meus momentos preferidos?
O som dos morteiros emociona-me sempre; e o nosso Hino Nacional.
Os cavaleiros em cavalos de um porte majestoso; parecem sempre saídos de um conto de fadas.
O momento mais bonito de todos: quando as crianças correram para a Rainha.
Adorei.

Sem comentários:

Enviar um comentário