sábado, 1 de outubro de 2016

Moro relativamente perto da Avenida dos Combatentes, pelo que a miude atravesso a avenida a pe. Esta semana, por causa das saudades, da tristeza (eu sei la), dei comigo a olhar para aquelas casas - as mais imponentes - e pensei que sempre me lembram da minha mãe. Também me lembram dela as orquídeas floridas, as maquinas de costura, trajes de bom corte, batom laranja.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário