quarta-feira, 26 de outubro de 2016

Desistir de pessoas

Parece bruto, parece improcedente, nao esta previsto que funcione como um modus operandi comum ao longo da vida. Mas acontece.
Acontece e da-se o caso de por vezes ser regenerador, como quando cortamos os talos velhos a uma planta para que ela cresça mais forte, como quando cortamos o cabelo no fim do Verão para abrir caminho ao novo.
2016 tem sido um ano muito marcante para mim neste aspecto.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário