sexta-feira, 14 de outubro de 2016

Desejo

Feito inteiro de amor, feito de voo de pássaro do bosque a viver na nossa mente.
Reconhecer o valor exacto de um cheiro, do toque das almofadas das pontas dos dedos, de toda a electricidade contida na palavra roçar, de ficar febril sem ter febre, de fechar os olhos e escutar o ruido das pestanas que se encontram, de reconhecer a nossa pele e o nosso corpo como seres vivos, de ter o nosso coração seguro a bater dentro do coração de alguém, de veias inflamadas de pura excitação, de uma mão grossa que nos prende pela alma, do latejar divino entre pernas.
Quem nunca Desejou de asas abertas e em voo picado, nunca viveu na expressão máxima da palavra Viver.

Sem comentários:

Enviar um comentário