segunda-feira, 1 de agosto de 2016

Sei que tudo isto, todas as pessoas grosseiras, mal educadas, mal formadas, que encontro no caminho; todas as propostas absurdas que tenho escutado nos últimos tempos, fazem parte do caminho.
Nada vai ser fácil para mim, haverá mais dias como o de hoje. Mas a cada queda, espero de mim levantar-me dignamente e sobretudo, continuar a acreditar no que me trouxe ate aqui. Tem servido para reflectir seriamente nas pessoas que me rodeiam, para conhecer melhor as pessoas, para me conhecer melhor a mim mesma.
Tenho a sensação terrível de estar a deixar de ser menina agora, aos 37; para virar mulher.
Um dia tudo fará sentido.

Sem comentários:

Enviar um comentário