sexta-feira, 8 de julho de 2016

Uma vez ele escreveu-me a serio. Falou-me da morte daquele cavalo que era um grande companheiro, falou-me da dor e da exaustão que sentiu naquele dia.
Era uma carta de amor, e eu nao sabia.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário