sábado, 23 de julho de 2016

Tao bom. Descobrir depois de quatro exames com media superior a dezoito, que aos trinta e sete anos nao perdi a minha capacidade de estudo. Que realmente gosto de aprender e seria capaz de dedicar a minha vida a fazer cursos por esse mundo fora, tivesse eu dinheiro para isso. As ultimas temáticas da pós-graduação tem sido do mais interessante e ao mesmo tempo muito cansativas: suicidio, violencia domestica, agressão sexual, pedofilia, luto, homicidio. Tem-me ajudado a manter a minha motivação pessoal, a sentir que de alguma forma tenho feito bem as coisas. Estou onde tenho que estar, a fazer coisas que gosto de fazer, capaz de abraçar novos desafios.
Nao importa tanto se vou trabalhar numa caixa de supermercado; dentro de mim ha rios, que simplesmente correm...

Sem comentários:

Enviar um comentário