sábado, 23 de julho de 2016

Se nao estivesse a sentir-me exausta, hoje seria bom dia para comemorar a sos as minhas primeiras vitorias, nove meses depois de ter dado um passo tão importante como mudar de pais e de vida para recomeçar do zero. Coisa bem simples; se nao estivesse de gatas servia um whisky, lia alguma coisa (talvez Torga), e ficaria no sofá ate perder a hora.
Na paz da minha casa, no silencio como gosto. Nas minhas visitas a alguma paixão antiga, a lamber a cicatriz de um amor que se calhar nem foi, a imaginar beijos novos em folha.
(...)
Vai ser um banho de agua fria, roupa de dormir leve, morrer nos meus lençóis brancos.

2 comentários: