segunda-feira, 11 de julho de 2016

Por causa do futebol

Muitas mensagens entre-linhas.
Um patinho feio chamado Portugal; da para imaginar o que realmente pode acontecer um dia se esta Europa tão de costas viradas entre si, se desfaz.
O fenómeno do racismo no nosso pais; houvesse, afinal, mais portugueses como o Eder, o Renato Sanchez ou o Pepe.
A emigração; dos tremendos sacrifícios que muitos portugueses continuam a passar la fora, so porque sao portugueses. Da xenofobia que ainda existe em países tão próximos como Espanha.
Portugal tem gente muito trabalhadora, muito honesta, muito capaz, cheia de fé e de valores. Como todos os países, certamente. Em algumas vertentes brilhamos, noutras menos; mas como povo somos mesmo uma nação valente. Com as nossas hipocrisias como o racismo, com uma classe política que se esta realmente a marimbar para tantos portugueses la fora que todos os dias sonham em voltar mas nao ha caminho. Mas com muita esperança no futuro, em conseguirmos resolver os nossos problemas, em vermos mais jovens como o Renato Sanchez ou o Eder ainda fazerem coisas tão bonitas como ja fez o nosso Cristiano, em mães como a dona Dolores Aveiro ou treinadores como o senhor Fernando Santos, que nao tem vergonha - pelo contrario, tem orgulho - de fazer promessas em Fatima, ir a missa ou agradecer a Deus num discurso ao pais inteiro. Como aquele homem com ar de destrambelhado que anda para ai a cantar um tal de haka em videos que se difundem na internet e que  canta a nossa nação como o pais do chouriço, do repolho, do presunto, da vinhaça. Também. Temos que ter orgulho, muito orgulho, em quem somos, donde viemos e no que nos fez chegar aqui.
Os miúdos sao realmente bons, trouxeram-nos a taça. Agora nós, todos juntos (e nao é fácil), temos que continuar a tentar ganhar o resto.

Sem comentários:

Enviar um comentário