sábado, 9 de julho de 2016

"O Brasil de que gosto: 
Machado de Assis, Tom Jobim, Cartola, Chico Buarque, Clarice Lispector, João Gilberto, Noel Rosa, Caetano Veloso, Gilberto Gil, Araci de Almeida, os sambistas da Mangueira, bárbaros e doces, gente do morro, Gregorio Duvivier, samba, samba do grande amor, Marília Pêra a recitar Drummond, Hélio Oiticica (sejamos heróis e marginais, daquela maneira), o Moreno e o Domenico e a Luana e a Tatiana. (...)
Machado, que era mulato e pobre e órfão, e gago e epiléptico, e é o mais genial dos escritores brasileiros e fundador da Academia. Machado, porque acredito em milagres."
Do facebook da maravilhosa Anabela Mota Ribeiro

Sem comentários:

Enviar um comentário