quarta-feira, 6 de julho de 2016

Meu gato fugiu de casa

Quem foi que disse que velho e doente nao tem direito a viver aventura?
Leva dias mais malandro, a minha mãe diz que ele avariou de vez. Pula o muro, visita vizinhos e desaparece manhas inteiras. Mas desta vez fugiu mesmo, nao estava em casa de ninguém.
Dizem que certos bichos, elefantes e outros mais desenvolvidos emocionalmente, escolhem ficar sozinhos na hora da morte. Eles fogem, eles se afastam, eles se isolam. Por isso me deu algum medo quando recebi a noticia de que o meu velho traquina tinha caído no mundo.
Mas ao fim do dia ele apareceu na terraza, deitado atras da maquina de lavar roupa, com ar de caipira cansado. Nao sabemos por onde andou, nao sabemos se amanha vai ter sumiço outra vez.
E quem ia adivinhar tudo o que ele ainda esta a viver... Ole!

Sem comentários:

Enviar um comentário