quarta-feira, 6 de julho de 2016

Levantei da cama bem cedo, com a boa sensação de bem dormir (nao durmo em lugar nenhum tão bem como na minha casa no Porto). Sai para uma entrevista e percebi que começo a ficar ágil nisto de usar o metro outra vez, de sentir que todos os caminhos vão dar a Roma, de encontrar gente nova positiva e disponível, de voltar a fazer parte dessa gente apressada com algum destino.
Eu tenho a certeza absoluta de que vou encontrar o que procuro, e que agora que sei que posso ser feliz com pouco, vou ser mesmo muito mais feliz.

Sem comentários:

Enviar um comentário