quarta-feira, 6 de julho de 2016

As velhas do meu pais

De norte a sul, todas gritavam perante as câmaras que claro que vamos ganhar! Que conversa!
Tão convictas, tão ditadoras, quase masculinas.
E ganhamos mesmo.
Também gritavam os homens e as crianças e os jovens, mas elas sao quem me causa sempre riso e espanto. Como se levassem a patria estendida num cesto de sardinhas posto na cabeça. 
Gosto-lhes da certeza, e da Fe.

Sem comentários:

Enviar um comentário