terça-feira, 14 de junho de 2016

O instante em que tudo muda

Em que tudo muda para sempre.
E damos-nos conta disso as quatro da tarde de um dia como hoje, em que ate me levantei da cama alegre e decidi sair para cortar o cabelo.
De repente aquele instante de dor mortal, em que te amparas no sitio do caminho onde te encontras, e fechas os olhos e achas que nao vais aguentar aquilo.
Ficas ali a respirar de mansinho, a rever os teus erros como balas a entrar. Conceitos que nao soubeste ainda aprender: da paciencia, do perdão, do silencio, do equilibrio emocional, da gratidão.
O momento em que parimos o monstro que somos.

Depois vais a geleira e bebes um copo de agua porque precisas de oxigênio, aproximaste da janela e ficas a olhar um avião que passa la longe.
Tudo esta bem, tudo acontece exactamente como deve acontecer.
Amanha arrumas um bocadinho mais o que sentes, aprendes de novo os teus limites, descobres que dentro de ti o amor e a paz sao invencíveis.

Se nao aprendemos a bem, aprendemos a mal.

Sem comentários:

Enviar um comentário