quarta-feira, 15 de junho de 2016

Hakuna Matata

Nao costumo desistir do que realmente quero quando o fim parece evidente. Costumo, por norma, dar um passinho mais adiante. So por teimosia, por ver se explode, por canseira, por fastidiar o fim, por ver se na curva da certo. Torno-me insuportável.
Mas depois vem um dia como o de hoje e tenho a certeza de que no momento em que vejo claramente o fim e o aceito, recupero a minha paz.
E parto para novos começos, novos dias, novas pessoas, novas historias, outros fins.

Sem comentários:

Enviar um comentário