sexta-feira, 6 de maio de 2016

Sobre a beleza

Ontem assisti a um recital de piano.
Na plateia, relativamente perto de mim, estava sentado um senhor que tem o rosto deformado, de cor intensa violeta rosáceo; figura bem conhecida da cidade. No espaço destes oito anos sem o ver, creio que o problema de que padece alastrou significativamente. Fica difícil imaginar uma conversação mantendo o olhar normal. Apercebi-me que ate o simples gesto de assoar o nariz e algo complicado para ele.
Mas sabem uma coisa, observei-lhe as mãos.
Acho que são as mais bonitas que vi em muitos anos.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário