terça-feira, 3 de maio de 2016

Patrimonio emocional

Esta manha entrou na loja de costura da minha mãe, uma velhinha simpática.
Tem uma boneca para vestir, uma boneca com mais de cem anos. Foi da mãe do marido dela, depois dela. Quando a filha casou, mandou fazer um vestido para a boneca com um retalho do tecido do vestido de noiva da filha. A filha separou-se e ja não quer a boneca em cima da cama.
Esta na hora de ganhar um traje novo, a senhora quer um vestido de saia muito rodada, uma espécie de traje real.
Eu adoro as pessoas que se reinventam, que inauguram novas fases com pompa e circunstancia. E sobretudo, que transmitem as novas gerações valores como a beleza e o afecto.

Sem comentários:

Enviar um comentário