sexta-feira, 8 de abril de 2016

Passaram dois meses

Ainda vivo embasbacada pela cidade.
Caminhar a beira rio, ver todos aqueles turistas e sentir que fiquei turista para sempre.
Ainda não caminhei sozinha uma manha junto ao mar. Ainda não entrei no mercado do Bolhao que para mim sera sempre um lugar que me aproxima da minha mae, esteja ela onde estiver.
Ainda fico feliz e não conto a ninguém a emoção que sinto ao comer broa de milho.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário