domingo, 1 de novembro de 2015

Retomar as minhas caminhadas de passo largo e apressado. Livrar-me deste cansaço, esta ao fim das tardes nao sou eu. Novembro, o mes em que me cai a pele das maos; o mes perfeito para restaurar as janelas da alma. Preciso dos meus livros, de voltar a tirar fotografias porque isso me faz feliz, preciso de olhar mais para a linha do horizonte.
Nao esperar nada; manter a certeza de que a Vida nos traz tudo na medida certa e na hora exacta.

Sem comentários:

Enviar um comentário