quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Instalou-se o verdadeiro temporal na ilha. Ao final da tarde o ceu ficou negro, as poucas pessoas na rua corriam apressadas, os locais de comercio ficaram vazios. Cairam as primeiras gotas grossas e as ruas pareciam rios. Sai a caminhar junto ao mar, tenho saudades destes dias, tantas saudades da vida aos gritos assim. Do mar bravo, da chuva zangada, do vento invernal. Senti-me feliz por ter os pes molhados. As tantas dei-me conta que so andava eu pelas ruas. Voltei para casa e fiquei uma meia hora na janela a ver a chuva cair... faz tanta tanta falta que caia assim, em abundancia.
A unica preocupacao: os meus pais estao em alto mar e o meu coracao fica apertado. Espero ter noticias ao amanhecer.

Sem comentários:

Enviar um comentário