terça-feira, 15 de setembro de 2015

Placebo do amor

Mulheres tambem pensam nessas coisas.
Hoje dei comigo a lembrar-me de amores e paixoes que vivi. Onde me demorei mais tempo a pensar foi precisamente na paixao mais breve que tive, e que sem duvida nenhuma foi a minha melhor experiencia de cama. Um homem fisicamente feio, e tao interessante. Eu nao poderia ter ficado com ele, na realidade nao o amei, mas sem duvida alguma que sem ele eu hoje nao saberia tao bem a importancia que pode chegar a ter essa faceta de um relacionamento. É um bocadinho mais alem do simples cliché de que amor sem sexo é amizade ou que sexo sem amor é vicio. Quando amamos suportamos sexo razoavel, ha quem suporte ate mau sexo ou ausencia de sexo; anyway amor sera sempre outra conversa.
Com ele percebi que é fascinante poder viver esse lado visceral, essa entrega fisica total e absoluta, essa seducao pura, paixao latente na pele, sem limites. Nao foi amor, mas foi algo tao divino que tocou o sagrado. Terei cem anos e certamente ele fara parte das minhas memorias mais secretas.
Nao acredito que seja possivel viver o que eu vivi com ele, com amor. Seria demasiado, seria mortal.

Sem comentários:

Enviar um comentário