quinta-feira, 13 de agosto de 2015

Agosto e chuva, tao bom. Um cheiro a terra virgem, a mato feliz. Uma tregua do sol.
Vi quatro folhas voar e senti-o, o outono. Como sempre, tao discreto na chegada...

Sem comentários:

Enviar um comentário