sexta-feira, 29 de maio de 2015

O pecado da gula

Por causa dos nossos enchidos, dos nossos queijos, dos nossos vinhos  e de quarenta mil outras iguarias, tantas vezes dou comigo a sentir uma certa urgencia em regressar a Portugal. Em chegar e ficar. Ficar para sempre. Lambuzar-me, viver no interior e ser feliz de pança cheia.

1 comentário: