sexta-feira, 22 de maio de 2015

Montanha e mar

Esta tarde subi a montanha. Na subida corri dez minutos, que isto tem que ir com muita calma. Encontrei uns japoneses muito simpaticos que me cumprimentaram como se me conhecessem de toda a vida, e dois rapazes girissimos a praticar running que mais ou menos em modo parvalhao fizeram uma festa quando passaram por mim. Havia um vento impressionante, nao pude subir ao cume por precaucao, nao fossem estes cinquenta quilos sair disparados a voar ate ao povoado. Tirei fotografias com o telemovel pessima qualidade! e deixei-o cair cinquenta vezes autch!, trouxe uma pedrinha para oferecer a minha mae. No sope da montanha vi o dono do Miseria, e fingi que nao o vi.
La de cima vi o povoado minusculo, as palmeiras rendidas ao vento. No caminho algumas garrafas de vinho partidas, imagino que casais romanticos ainda gostam de brindar em lugares que nao sao comuns.
Tao bom, para repetir muitas vezes.

Sem comentários:

Enviar um comentário