terça-feira, 19 de maio de 2015

A pequenina Oliveira que trouxe de Portugal fechada numa mala de viagem, está cheia de rebentos. Aqui já viveu um alerta por calor extremo e uma tempestade de poeira. Quando a vi no horto pareceu-me a mais franzina e feiosa de todas, mas era a mais pequenina e foi esse o meu único critério de compra. Acho que tive sorte, tenho companheira.

Sem comentários:

Enviar um comentário