quinta-feira, 2 de abril de 2015

Num dia como o de hoje

Morreu-nos Manoel de Oliveira, o nosso querido Manoel de Oliveira. Acho que nao ha lugar para tristezas quando falamos de uma vida tao espremida - cento e seis anos de vida - e tao intensa - oitenta anos de carreira. Era do Porto, o que nos orgulha muito.
Confesso que o dele nunca foi o estilo de cinema que me apaixona, mas ao mesmo tempo devo dizer que me ocupa uma metade inteira do coração o inesquecivel Aniki-Bobo.
(...)

Sem comentários:

Enviar um comentário