domingo, 14 de setembro de 2014

A noite passada choveu. Despertei de madrugada com o barulho assutador dos trovoes, depois uma chuva grossa caiu sem piedade. O ruido na vidraça das janelas soube a embalo, coisa para sorrir e ficar cheia de gratidao. Hoje durante o dia voltou a chover. Que frescura. Faz tempo que nao via o cume das montanhas com tanta nitidez.

1 comentário:

  1. Aqui eram 3h da manhã e começou a cair chuva com tal intensidade, que soube tão bem aninhar-me na cama e sorrir.

    ResponderEliminar