quarta-feira, 20 de agosto de 2014

O sumo dos dias

A vida esta sempre a transformar-nos, a esticar-nos os musculos da alma atraves de emocoes inesperadas, algumas extraordinariamente boas e outras demasiado cinzentas. Quando pensamos que a vida esta mais ou menos feita, cai uma tromba de agua sobre o projecto da paz, ou passa um carro e enche-nos de lama, ou ficamos sem explicacao para o desanimo que nos surpreende na curva dos dias. Depois o paradoxo: quando sobrevivemos ao impensavel mas ficamos feito trapo velho, de repente no dia mais frio do ano aparece o Sol e o ceu fica brutalmente azul, como se alguem se risse de nos e nos mandasse o recado Toma la esta fatia fresca e sumarenta de Vida. Como se houvesse um plano incansavel que nos troca as voltas e nos obriga a mover-nos, que nos impele sempre, uma e outra vez a recomecar. Em suma, todos caminhamos por uma estrada que nao sabemos onde vai dar. Mas todos queremos chegar a algum lugar, alguns quando chegam querem ficar para sempre ali. Porque todos somos feitos de pessoas, de um mundo de coisas que nos sustenta. A bagagem de cada um transporta-nos, mas apesar dela - boa ou ma - somos sempre capazes e vamos sempre a tempo.
Por tudo isso, decidi outra vez mudar de rumo, ajustar as velas ao barco da minha vida. Junta-se-me a cabeca e o coracao - isso e bom - e dizem-me Vai por ali, e eu vou.
Ha muito tempo que nao me encontrava com esta eu no caminho, fico aliviada por saber que afinal ela ainda ca mora. Nao ha mais do que isto: levantar-me e correr atras de mim e a unica obrigacao que a vida me impoe.

Depois ha o Verao, os dias imensos cheios de Sol. Nestes dias parece-nos que os planos ganham forma, tudo fica mais facil de concretizar, porque ficamos cheios de energia, de luz por dentro. Os miudos misturam-se a tempo inteiro com a familia e ficamos mais do que nunca uns dos outros. As roupas sao leves e sentimos mais nosso tambem o corpo. As cores ajudam a delinear pensamentos positivos, despertares e entardeceres plenos devolvem-nos o folego. O mar tem uma caracteristica extraordinaria, abre-nos o espaco e deixa-nos respirar, torna o ceu mais proximo. As noites estreladas sao um convite irresistivel para nos posicionarmos no Universo, e recuperarmos a importante nocao de pequenez e efemeridade. Porque tudo passa, e preciso Viver.
Mesmo quem viaja ate as praias da moda ou aos destinos tropicais, busca o essencial neste periodo de pausa: desfrutar das coisas mais simples. Todos querem sal de mar na pele, e sorrisos partilhados.
Assim, ficamos cheios de nos e dos outros, especialmente dos que amamos, porque esses sao os vao connosco para onde formos. Polimos o conceito de beleza, tao essencial a uma vida feliz;  e ganhamos paz a nivel de percepcao. No Verao carregamos mesmo baterias.

E ficamos mais capazes de enfrentar o que vier, porque o sumo dos dias faz-se so enquanto se Vive, dando sempre o melhor de nos, com paixao e valentia.

Sem comentários:

Enviar um comentário