quinta-feira, 10 de julho de 2014

Ultimamente descobri o prazer de ler revistas de decoracao. Perco horas a deambular em lojas de decoracao. E fico cheia de pressa ca dentro. Depois rio-me sozinha, afinal ha sempre tempo, todos os dias sao dias para acrescentar um detalhe belo ao nosso lugar.
Ainda nao tenho televisao e quando a familia vem jantar la a casa, conversamos imenso, rimos sossegados, desfrutamos verdadeiramente uns dos outros porque ninguem salta da mesa para o computador ou para o zapping da televisao. Flores frescas, uma vela vermelha acesa, um vinho, musica bem baixinho, e nos entre sabores que sempre incluem os do nosso querido e eterno Portugal. Sao coisas que a minha casa, o meu lugar preferido no mundo inteiro, me proporciona. Alem do silencio, que para mim e realmente de ouro; e da luz.
O que me falta? Nao e o mar, porque embora nao o aviste das janelas, o mar fica ja aqui ao descer da rua. Falta-me das janelas encontrar verde, como se a paz de dentro se prolongasse janelas afora e entao a casa vivesse ela propria num pequeno paraiso. Talvez algum dia possa morar num lugar assim.

Sem comentários:

Enviar um comentário