quinta-feira, 31 de julho de 2014

Esquecer o mundo

Em Setembro chegam uns conhecidos, gente muito viajada e que procura sempre o melhor do melhor. Perguntaram-nos qual está considerado o melhor hotel da ilha. Falamos-lhes no incomparável Bahia Real, considerado um dos cem melhor hotéis do mundo, de um luxo e requinte inquestionáveis. Mas eu, que sempre vejo as coisas com os olhos do coração, não pude deixar de falar-lhes naquele que é realmente o meu hotel preferido na ilha: o Rio Calma. Mais modesto mas tão cheio de alma, uma espécie de spa a tempo inteiro. Ontem passei lá a tarde e fiz esta fotografia da piscina de agua natural do mar, sempre corrente, com um fundo de areia fina e branca, num entorno verde e cheio de uma paz que cura o espanto de todas as vidas, a desembocar logo ali naquela fatia imensa de um mar limpo e sem fim. Não é uma simples piscina, é uma fatia de mar privada, como se Deus enchesse a mão de agua marinha e nos pudéssemos banhar dentro dela. Todo o hotel em si esta cheio de charme, desde a arquitectura ao verde, passando por detalhes preciosos desde o chão, aos moveis, aos elevadores e ao delicioso vitral na entrada, a lembrar-nos da inesquecível beleza que só a magia da luz pode conferir.
Imagens para morar, lugares para renascer.

Sem comentários:

Enviar um comentário