quinta-feira, 31 de julho de 2014

Esquecer o mundo

Em Setembro chegam uns conhecidos, gente muito viajada e que procura sempre o melhor do melhor. Perguntaram-nos qual está considerado o melhor hotel da ilha. Falamos-lhes no incomparável Bahia Real, considerado um dos cem melhor hotéis do mundo, de um luxo e requinte inquestionáveis. Mas eu, que sempre vejo as coisas com os olhos do coração, não pude deixar de falar-lhes naquele que é realmente o meu hotel preferido na ilha: o Rio Calma. Mais modesto mas tão cheio de alma, uma espécie de spa a tempo inteiro. Ontem passei lá a tarde e fiz esta fotografia da piscina de agua natural do mar, sempre corrente, com um fundo de areia fina e branca, num entorno verde e cheio de uma paz que cura o espanto de todas as vidas, a desembocar logo ali naquela fatia imensa de um mar limpo e sem fim. Não é uma simples piscina, é uma fatia de mar privada, como se Deus enchesse a mão de agua marinha e nos pudéssemos banhar dentro dela. Todo o hotel em si esta cheio de charme, desde a arquitectura ao verde, passando por detalhes preciosos desde o chão, aos moveis, aos elevadores e ao delicioso vitral na entrada, a lembrar-nos da inesquecível beleza que só a magia da luz pode conferir.
Imagens para morar, lugares para renascer.

Flash





6:36 a.m. Despertei sufocada pelo calor. Abri as janelas, vesti-me, e sai para caminhar. O mar quando amanhece tem tanto mas tanto poder, qual pia baptismal de toda a humanidade, santos e pecadores...
Foram precisos anos, mudanças interiores e exteriores graves, algum grande amor a transformar o passado numa casa assombrada á qual tive um dia que abrir as janelas para deixar o sol passar e assim vencer, muitas horas de mar e silencio, ficar longe e perceber que nunca perdemos quem amamos e quem nos ama, para aprender esta grande e absoluta verdade:
O melhor da vida inteira - seja qual for o nosso passado, seja qual for a nossa perspectiva do futuro - é sempre o dia de hoje.

Sonhar versus Viver

Descobri - assim a sangue frio - que a Giselle e o Brady tem a casa dos meus sonhos. Muita luz, madeiras, branco, e um exterior cheio de verde. A cozinha e um colosso. Requinte sem perder o absolutamente imprescindivel ar familiar.

quinta-feira, 24 de julho de 2014

Amar e rir

Hoje quase madruguei, sai bem cedo para tomar o breakfast com o pai, gosto de amanhecer na companhia deles sempre que e possivel. Croissants frescos, cafe, o sorriso simpatico da mademoiselle da pastelaria e o sossego do local ainda vazio. Depois, sozinha, empreendi o habitual caminho rumo a praia. Apetecia-me fotografar areia, pes, risos, mar, e o cinzento delicioso desta fresca manha de Verao. Miudos jogavam a bola tao cedo, com as camisetas dos idolos vestidas. Morenos que parece que vivem toda a vida num Verao sem fim, gente totalmente do mar, gente descomprometida, com asas. A luminosidade hoje era quase magica, tudo em tons de Inverno num cenario semi-tropical.
Chego sempre a mesma conclusao: este nao e um dos lugares mais bonitos do mundo, mas e sem duvida um dos mais felizes.

Bom dia Vida

O que realmente me comove:
http://joaotordo.blogs.sapo.pt/carta-ao-pai-129182

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Flash









Summer days
A noite passada sonhei que namorava com o Sabina, ele velho e feio, e eu mais feliz do que quarenta.

Pedras preciosas

As minhas:

Esmeralda: simbolo da esperanca e da procura do conhecimento.

Safira: A pedra preciosa considerada a mais espiritual e mistica de todas, representa Deus (consta que os dez mandamentos foram escritos sobre uma safira). Simbolo de amor incondicional e bondade.

terça-feira, 22 de julho de 2014

Flash

Splendeur

Em frente ao espelho

Aprender a querer o melhor para mim. Querer com vertigem, sem medo; com o coração a alma e toda a força do meu corpo e mente. Sorrir ao universo porque ele so conspira a favor sempre que o que eu quiser for realmente o melhor para mim. Acreditar no Amor e que acreditar tenha alma. Ler os sinais. Comover-me com a bondade.
Nao ter pressa de chegar.

domingo, 20 de julho de 2014

Flash



"Quando eu morrer voltarei para buscar os insantes que nao vivi junto do mar."
Sophia de Mello Breyner Andresen

Kit de sobrevivencia


Hoje no meu local de trabalho - justo quando ia explodir - dei por mim a cantarolar esta musica.
Acreditem, funciona.

Esta manhã

Disse-me com ar muito serio que tinha algo importante para me dizer:

"Me has robado el corazon..."

Reagi com gargalhada:

"Si? Y desde cuando?"

"Hace un par de meses..."

"Pues a mi me han robado el mio desde hace casi quince anos."

E desandei dali.

sábado, 19 de julho de 2014

Rio Douro

A imponencia, a personalidade das margens, as gentes que guarda.

 A cidade veio toda morar ali.

Flash

Os bichos somos nos.

sexta-feira, 18 de julho de 2014

quinta-feira, 17 de julho de 2014

Flash

 Charming places.






Crazy little things

Nao costumo postar imagens que nao sao minhas, mas esta é absolutamente excepcional:
 Imagens que falam, que nos contam sobre a força contida na banalidade do quotidiano, sobre os laços apertados e o afecto tao natural como o respirar, sobre a condiçao do guerreiro homem igual a todos os outros, sobre a uniao poderosa que vem do antes e alcança o depois, sobre a necessidade de pausa e amor, sobre a deliciosa comum-mortalidade escondida nas necessidades basicas de todos nos, sobre a magica intimidade que poucos fotografos conseguem captar. Somos todos filhos de Deus, o maior lider e o mais miseravel dos Homens, todos precisamos de afecto.
"Vivi num mundo de homens, guardando em mim o melhor da minha feminilidade."
Simone de Beauvoir, no final da sua vida
"Segue o teu destino,
Rega as tuas plantas,
Ama as tuas rosas.
O resto é a sombra
De árvores alheias."

Ricardo Reis (1916)

Bom dia Vida

Comecar o dia assim, a abrir as janelas de par em par, para deixar entrar o ar fresco da manha, o unico ar fresco do dia. Um copo de sumo de laranja, e aquele silencio de uma casa entre a montanha e o mar.
Vesti um vestido leve, calcei umas Bundchen, e senti-me tao bonita, deve ser porque ontem pintei as unhas de vermelho paixao. Sai para tomar o cafe da manha com o meu pai. Depois caminhei a pe pela praia, ainda nao eram nove horas mas havia pelo menos uma vintena de miudos a jogar a bola, e um grupo de mulheres sentadas em circulo sobre a areia, a meditar.
Gostava que todos os lugares do mundo fossem feitos desta mesma paz.

quarta-feira, 16 de julho de 2014

Flash

"Durara enquanto durar o fogo do sol das nossas almas."
Uma das grandes qualidades da Benetton: a mensagem que passa nas suas deliciosas campanhas publicitarias.

Flash

Adoro teias de aranha, a magia de que sao feitas, a tal fragilidade que afinal atrapa.
Tenho toda a calma do mundo, gosto de acreditar que o que espero e o que mereco pode perfeitamente acontecer. Algumas vezes engano-me, com as pessoas mas sobretudo com o que desejo.
Mesmo assim, chega sempre o dia em que tudo se esclarece ca dentro, e a minha calma volta a estar inabalavel.
O amor quando chegar tem que encontrar-me igual a todos os dias, feita da mesma massa interior, dos mesmos valores em que sempre acreditei; porque eu essencialmente nao espero alguem que me mude, aceitando que eventualmente me possa mudar se isso me fizer mais feliz. Nao quero mudar ninguem, nao quero coisa nenhuma porque sei que o amor nao traz bula e cada historia de vida e a demonstracao exacta disso. Quanto mais idade tenho, mais vontade de me rir e maior percepcao interior tenho sobre a falta de maturidade sempre que alguem escreve verdades universais sobre o amor.
Ha-de ser tudo ou nada do que dizem e do que escrevem, o importante mesmo e que seja tao natural como as minhas pequenas manias quotidianas, essas que nem dou por elas mas que fazem o meu dia acontecer perfeito e melhor: tenho sempre trufas de chocolate no frigorifico e costumo consumi-las pontualmente quando me sinto sem energia; diariamente bebo em jejum um sumo de laranja natural por mais que as celebridades contem que beber agua ao acordar faz parte dos grandes segredos de beleza; preciso do meu gato quando estou realmente triste; acendo uma vela branca todos os dias.
Seja la o que for - que eu ja vivi coisas grandes e intensas tao parecidas ao amor - ha-de ser estavel e nunca podera abalar esta paz de que sou feita.

Bom dia Vida

Sao as festas da Virgem de Carmen, a padroeira da ilha, a santa dos pescadores. Por causa dela tantas mulheres desta terra se chamam assim: Carmen.
O povoado onde vivo esta deserto desde esta manha, a gente viaja toda em direccao a ponta da ilha onde decorrem as festas. E uma beleza o desfile da Virgem nas aguas do mar. Sai em barco, ha flores, e uma multidao de gente a viver o acontecimento como o mais belo do mundo.
Nao vou estar la. Estou exausta, esta um calor que me traz as tensoes baixissimas e so me apetece sossego e silencio. Perco isso sim, uma bela ocasiao para fazer fotografias excepcionais.

terça-feira, 15 de julho de 2014

"Há muros que separam nações, há muros que dividem pobres e ricos, mas não há hoje, no mundo um muro, que separe os que têm medo dos que não têm medo. Sob as mesmas nuvens cinzentas vivemos todos nós, do sul e do norte, do ocidente e do oriente."
Mia Couto

segunda-feira, 14 de julho de 2014

Flash







Vivi uma segunda-feira inteira pensando que era domingo. Completamente desnorteada.
Estou como os bebes, as minhas horas de sono sao sagradas.

domingo, 13 de julho de 2014

E hoje serão outra vez. Não ia perder a final deste mundial. Valeu a pena.
Torci pela Alemanha, sou fã desta selecção.
Amanhã ninguém me atura, preciso de dormir dois dias inteiros para recuperar de tanta vida airada.
O luar da noite de ontem foi coisa mágica, a madrugada entrada toda ela parecia um amanhecer iluminado. Verão e lua cheia, sempre sinonimo de noites irresistíveis.

Sublime



"Su voz es una de las mas preciadas del mundo. Las melodias de Al Jarreau te inducen, te seducen, te enamoran, te carcomen el alma y te derrotan. Aunque nunca penso dedicarse profesionalmente a la musica, veinticinco albumes editados, siete premios Grammy, incontables galardones internacionales y giras a lo largo de todo el mundo, avalan la carrera de un mago de la musica."
XXIII Festival Internacional Canarias Jazz 

Flash

Beauty

O vicio da leitura

Em noites como a de ontem, mesmo quando o tempo se esgota, não consigo adormecer sem ler uma página que seja do livro que tenho sempre na mesa de cabeceira. Por vezes devido ao cansaço já nem tenho grande capacidade compreensiva mas automaticamente abro o livro e avanço. Só assim me permito dormir.

Imprudente

A idade não perdoa caramba, e o peso de muita ramboia no passado também passa factura. Ontem o festival internacional de jazz manteve-me a setenta quilómetros de casa até quase a uma da madrugada. Chegar a casa, tomar um banho, ler quatro coisas e levantar-me ás cinco e meia da manhã para ir trabalhar. Contas feitas dormi três horas, como Napoleão.

Frutos das ilhas, filhos do mar

Fui ver a exposição de Fernando Álamo, Prémio Canárias Belas Artes 2014. Muito interessante, um estilo tão próprio que não se parece a nenhum outro pintor que eu conheça.
Numa entrevista recente ele fala do atelier dele com vistas sobre uma praia da ilha, como sendo um elemento fundamental para a sua capacidade criativa.
Impressão minha ou a maioria da gente está a pirar de vez? Que canseira trabalhar todos os dias não com as pessoas mas sim com os problemas pessoais delas.

Festival Internacional de Jazz Canarias



Ontem vi este senhor actuar ao vivo. Todo um privilegio, muito muito bom.

sexta-feira, 11 de julho de 2014

Morrer e a coisa mais triste do mundo. Dizer adeus, ficar longe para sempre.
Hoje na missa o padre lembrava que a nossa passagem por aqui e apenas um convite que recebemos para uma festa intensa e bela. E que enquanto ca estamos, devemos olhar mais para dentro do que nos une do que do que nos separa.
O momento magico de todos os dias. O silencio, as luzes. Uma ave que passa sem rumo.

Flash









quinta-feira, 10 de julho de 2014

Apaixonei-me por ele e nunca lhe disse. Esperei, fiz como sugere a Susanna Tamaro no livro Vai onde te leva o coracao. Fiquei quieta, apeteceia-me que ele percebesse primeiro e que so depois o meu coracao me dissesse para me atirar de cabeca. No fundo nao acredito na sensibilidade dos homens, tenho a velha mania de a por a prova por desconfiar. A verdade e que ainda nao encontrei prova do contrario:
Ele nunca percebeu, e o meu coracao nao quis saltar.

Crazy little things

O mais antigo conflito mundial, o da violencia israelo-palestina, continua a ser abertura das noticias actuais, como se a longa Historia da Humanidade afinal nao nos tivesse feito caminhar grande coisa.
O ultimo livro que li sobre este conflito, com relatos desde a faixa de Gaza na primeira pessoa, deixou-me triste e arrepiada ate aos ossos.

Flash