sexta-feira, 6 de junho de 2014

Bom dia Vida

Despertei muito cedo, com vontade de enfrentar o dia com animo. Não eram as oito horas e já tinha aquele pequeno almoço preparado com muito carinho, aquele em que é indispensável um bom café forte e o croissant mais fresco do dia. Depois sai para uma caminhada pela marina, pela paz das manhãs, do mar calmo, das luzes iluminadas mas sem o sol forte. Tinha saudades destas caminhadas, tinha imensas saudades de mim. Preciso de me mover, de voltar ao reiki, de abrir as asas no alto das montanhas.
O melhor de mim nos meus momentos maus, é que mantenho a lucidez necessária para não permitir que durem muito tempo. É bom descermos ao fundo de nós, repensarmos situações, reordenarmos as nossas prioridades, para voltarmos a ser o que sempre fomos, mas com os pés um bocadinho mais assentes no chão. A Vida é imensamente generosa comigo, tenho tudo - absolutamente tudo - o que preciso para estar bem.

Sem comentários:

Enviar um comentário