quinta-feira, 11 de maio de 2017

As coisas mais feias que alguém me acusou algum dia de ser, sairam da tua boca, da tua alma, do teu coração.
(...)

Hoje

Sessão das 13h40m. Sozinha no cinema, uma sala inteira so para mim. Fui ver a nossa querida Rita Blanco no filme Fatima. No final chorei como uma Madalena, e foi mesmo bom ficar a sos e chorar assim.
Também eu fiz a peregrinação um dia; muitas memorias, muitos sentimentos e nostalgias. Foi tão especial, tão bonito, ficou tanta vontade de um dia repetir.
Sobre a Fe e sobre o Amor ninguém deveria jamais argumentar.
(...)

Ha dias assim

Ficar como um tonto a olhar para um palacio encantado.
Perceber que nao ha passos sem o caminhar.
E que na maioria das vezes so nos molhamos porque ainda nao aprendemos a usufruir da extraordinaria e simples invenção do guarda-chuva, so porque da trabalho transporta-lo.
Hoje fiz uma prova de conhecimentos, como candidatura a um concurso publico (mais um), totalmente em branco. Usei o senso comum, e o coração. Mas de estudar, de gerir bem o tempo e dedicar-me ao que realmente importa, zero.
Zangada com o mundo nao, zangada comigo.

Green

On grey days

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dos dias, da gente

Tem acontecido uma serie de coisas.
Familia ca, a nossa pequenina eufórica com tantas surpresas (e quase nao a vi), o colo que continuo a dar aos meus pais como se fosse eu a mãe deles (e eles nao percebem que essa nao é a ordem correcta da vida, mas se calhar quem tem mesmo que perceber sou eu), muito pouco descanso e o fusível quase a queimar, muita alegria e alguma tristeza.
Uma coisa que nao consigo mais é discutir com quem quer que seja, pelo que quer que seja. Afasto-me, fico quieta, fico calada. Deixo a pessoa discutir e magoar sozinha, por mais alto que grite, por mais absurdos que diga.
So tenho vontade de fugir da vida de pessoas assim.
(...)

domingo, 16 de abril de 2017

Aloha

Boa Páscoa com as vossas amêndoas preferidas, sejam pessoas do Bem.

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Flash




Dos dias.
A nossa pequena Bi vem ficar tres dias ca em casa. Que emoção tão grande, tão indescritível, receber a minha sobrinha na nossa cidade.
(...)

terça-feira, 28 de março de 2017

Flash



Muitas saudades da ilha.
De ficar grande dentro das cores, dentro do silencio.
Do vento, do mar, das montanhas, das manhãs.

Cabelos desgrenhados da semana

Descobri que o LinkedIn é uma ferramenta poderosa a nivel profissional.
O M planeia fazer o caminho de Santiago comigo. O M esta internado com ruptura do fémur, tem cancro nos ossos. Quanto amor pela vida, que comovedor encontrar gente que sente assim.
Tenho mantido uma relação cordial com a cozinha, ja sei fazer panquecas.
Ha gente na coreia do Sul que le este blog.
(...)

Dos laços que nos enfeitam por dentro

Hoje avistei da janela da marquise um gatinho bebe num telhado de zinco. Quanta ternura. Começam a aparecer novas ninhadas do cio profícuo do inicio do ano.
(...)
Sensação de estar inteira. De encontrar alguma paz. De saber que o caminho era para ser assim.
Complicamos tanto a vida, e tantas vezes basta apenas com vive-la.
Um dia partimos das pessoas e dos lugares, e parece doer tanto.
Um dia chegamos e ficamos como que sentados na sombrinha a descansar e a contemplar a imensidão imensa da Vida. Aquela - so aquela - é a nossa paisagem. Ali encaixamos, ali somos.
(...)
Esta semana ganhei flores e ofereci flores. Nao era meu aniversario, nao foi aniversario de ninguém.
Tao bom ser assim.
(...)
Eu sou e serei sempre da cidade, desta minha cidade. Mas eu sou também da ilha, e eu sou de Africa.
Ando cheia de saudades do mar azul, do céu aberto iluminado, das roupas leves, dos pes descalços. Que falta dos cumes das montanhas adormecidos em dias de calor tórrido.
(...)

quarta-feira, 15 de março de 2017

Bom dia Vida

Regresso ao trabalho.
Sao estas as pequeninas coisas que ja conquistei; ter podido ficar uns dias em casa a descansar, voltar com animo, sentir-me grata por tudo o que tenho e pelas oportunidades que a vida me destina.
Este sossego interior também tem dias de verdadeira tempestade, mas de que nos serve zangarmos-nos com a vida e com os seus propósitos maiores.
(...)

domingo, 12 de março de 2017

Sobre viagens

No outro dia no parque senti um cheiro a sapatos novos. Nao aos sapatos novos de agora mas sim dos sapatos novos de quando eu era menina. Um cheiro genuinamente bom, que eu ja nem lembrava que existia.
Mas ali so tinha terra e bicho e flor.
(...)